Princesa empata no apagar das luzes e mantém invencibilidade no segundo turno

Princesa empata no apagar das luzes e mantém invencibilidade no segundo turno

Foi com emoção até o último minuto. O Princesa empatou com o Nacional, na tarde deste domingo (24), por 1-1, no estádio Gilberto Mestrinho, pela quarta rodada do campeonato amazonense. Os gols da partida foram marcados por Fabinho aos 20 e Binho aos 50 do segundo tempo. Com o resultado, a equipe de Manacapuru chega aos 10 pontos, enquanto que o Nacional chega aos quatro pontos e entra no G4 por conta do saldo de gols.

O jogo

Tomando iniciativa do confronto, o Tubarão procurava ser mais ofensivo e explorar as fragilidades do Nacional. A primeira chegadas foram da equipe da casa, Rafael Vieira rolou para Bigo, mas o meia atacante pega muito embaixo e a bola sai isolada para a linha de fundo.

O Nacional aos poucos tentava sair, buscando surpreender com bolas paradas e com jogadas pela esquerda com o lateral esquerdo Guilherme. Aos 20 minutos, Guilherme avança pela esquerda, coloca para área e Fabinho cabeceia com muito perigo, quase o primeiro gol do Leão da Vila Municipal.

O jogo ficou mais truncado no meio campo, com pouca ofensividade de ambas as equipes. Antes da parada técnica, o Nacional ainda sofreu com um cartão depois de Jordan fazer falta em Rodrigo, na cobrança de falta, a zaga do Nacional consegue afastar.

Depois da parada técnica, o Nacional passou a esperar o Princesa e investir em contra ataques. Marinelson e Fabinho tentavam usar a velocidade pelo lado do campo, mas a defesa do Princesa estava bem postada. Aos 40 minutos, Bigu faz grande jogada individual, coloca a bola na cabeça de Rodrigo Gomes, mas o atacante desperdiça a chance.

O primeiro termina com o Princesa um pouco melhor, mas com um Nacional levando perigo nos contra golpes.

As duas equipes mudaram no inicio do segundo tempo, o Nacional colocou o atacante Jonas e o volante Mineiro no lugar de Marinelson e Guilherme, enquanto que o Princesa colocou o meia atacante Lacraia, para tentar impor mais velocidade pelas laterais.

A alternativa de Lana pareceu dar mais resultado, a equipe conseguia sair com mais facilidade e aos poucos ganhava mais campo. Aos 20 minutos, sai o primeiro gol da partida. Bernardo cruza na medida para Fabinho testar, sem chance para o goleiro Victor. Nacional na frente em Manacapuru.

Antes da parada técnica do segundo tempo, Thiago Bigo ainda tentou responder com um chute na entrada da área, mas a bola vai por cima de Regly, boa oportunidade desperdiçada pelo time da casa. Depois da parada, o Nacional ainda encontrava espaços dentro da defesa do Princesa, e sempre com Fabinho. O atacante recebeu bola na esquerda, bateu cruzada, mas a bola passa na frente do gol.

O final da partida ficou eletrizante. Thiago Amazonense chuta de fora da área, mas o goleiro Andre Regly espalma para frente e a bola sobra para Rafael, que chuta encima do goleiro e vai para escanteio. E aos 50 minutos, na bola de escanteio, Nego coloca para área e encontra Binho que completa para o gol e dar números finais a partida.

Próxima rodada

O Princesa vem para Manaus enfrentar a equipe do Manaus, na próxima quarta-feira (27), às 18h, no estádio da Colina. O confronto vale a liderança do segundo turno do amazonense. Enquanto que o Nacional joga contra o Fast, no clássico Pai e Filho, na próxima quinta-feira (28), às 20h, no estádio da Colina, pela quinta rodada do returno.

Ficha Técnica

Arbitragem: Antônio Carlos Pequeno Frutuoso

Estádio: Gilberto Mestrinho

Princesa: Victor, Nego, Pastor, Rafael, Jr Bae, R. Vieira, Tiago Amazonense, Thiago Bigo (Toró), Randerson (Lacraia), Jonas, Rodrigo Gomes (Binho), Tec: Marquinhos Piter

Nacional: Andre Regly, Bernardo, Jordan, Victor Hudson, Felipe, Guilherme (Mineiro), Marinelson (Jonas), Paulinho, Fabinho (Ray), Léo Mineiro, Romarinho, Tec: Aderbal Lana

Foto: Thiago Lemos/Princesa do Solimões

Daniel Prestes

Criador e editor do Camisa 12 e repórter do jornal A Crítica/CRAQUE. Apaixonado por estatísticas no futebol.

Um comentário em “Princesa empata no apagar das luzes e mantém invencibilidade no segundo turno

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: