Manaus empata com o Treze em jogo marcado por confusão

Manaus empata com o Treze em jogo marcado por confusão

Manaus e Treze se enfrentaram na noite desta segunda-feira (14), na Arena da Amazônia. O empate em 1 a 1 foi ofuscado pela confusão generalizada ao final da partida, após o gol de empate do Gavião aos 52 minutos do segundo tempo. A Polícia Militar foi chamada e usou até spray de pimenta em direção aos jogadores do Treze. Os gols foram marcados por Gilvan, para o time paraibano, e Matheuzinho, pelo Manaus.

O jogo

Em um primeiro tempo tecnicamente fraco, o Manaus criou as melhores chances, mas não conseguiu abrir o placar. Janeudo e Fumaça formaram uma dupla envolvente pelo lado direito, com boas triangulações. O goleiro Andrey foi exigido em pelo menos três oportunidades, passando muita segurança ao time visitante.

Já o Treze assustou o Manaus principalmente em bolas aéreas, que levavam bastante perigo para a meta de Jonathan. O estreante Gilvan foi muito acionado, causando desconforto na defesa do Manaus.

2º tempo

A segunda etapa começou bastante truncada, com as duas equipes cometendo muitas faltas. O Manaus se lançou mais ao jogo, porém deixou espaços, principalmente pelos lados, e assim sofreu o gol. Aos 8 minutos, Alexandre Santana encontrou Gilvan, livre dentro da área, e o atacante não perdoou: Treze 1 a 0.

O Gavião foi para o abafa. No entanto, sem aproximação dos meias com o ataque, o time abusava dos chutões em direção a Fumaça e Jandy. No ataque, Paulinho Simionato pouco apareceu. Seu lance mais marcante foi uma bola viva dentro da área, onde o centroavante recebeu e isolou.

Luizinho promoveu a entrada de Hamilton, um jogador mais frio em um jogo quente, e que conseguiu distribuir melhor as jogadas. Aos 54 minutos, veio o gol salvador: Edvan cobra um arremesso lateral longo, Hamilton dá uma casquinha e Matheuzinho cabeceia forte no canto.

Cenas lamentáveis

Após o gol, os jogadores do Treze ficaram inconformados com a arbitragem, alegando que o bandeirinha sinalizava um impedimento por não correr até a linha de meio-campo. No entanto, o auxiliar sinalizou que a bola havia entrado e só depois da sinalização correria para o meio, o que não foi possível após ser interpelado por jogadores do Treze.

Alguns reservas foram em direção ao árbitro, e então o trio de arbitragem ficou acuado e a polícia precisou ser chamada. Em determinado momento da confusão, os jogadores do Treze se desentenderam com o cordão policial que protegia a arbitragem e o batalhão utilizou spray de pimenta no jogadores do Galo.

Sem condições de prosseguir com a partida, o árbitro encerrou o duelo.

Próximos confrontos

O Gavião permanece em Manaus para encarar o Santa Cruz, neste sábado (19), na Arena da Amazônia. Já o Treze volta para a Paraíba e recebe a Jacuipense, também no sábado.

Foto: Ismael Monteiro/Manaus FC

João Felipe

24 anos, graduado em Jornalismo pelo Centro Universitário Metropolitano, apaixonado por esportes em geral, aqui você verá que futebol e política se misturam, mas sempre com responsabilidade. Torcedor do Sport Club do Recife. Assim, você me lê no Camisa 12.

Deixe uma resposta