Com polêmicas na arbitragem, Manaus goleia Nacional na Colina pelo Barezão Sub-19

Com polêmicas na arbitragem, Manaus goleia Nacional na Colina pelo Barezão Sub-19

Teve polêmica, decisões do arbitro que comprometeram o andamento na partida, mas no meio de todos esses problemas havia o Manaus FC, que não teve nada a ver com com isso e goleou o Nacional na noite desta sexta-feira (13), pelo placar de 4-1, no estádio Ismael Benigno (Colina) pela segunda rodada do Campeonato Amazonense Sub-19. Os gols da partida foram marcados por Wagner (2x), Alex e Andrey para o Manaus e Leandro fez para o Nacional. Com o resultado, o Manaus chegou aos seis pontos, na liderança do Estadual e o Nacional chegou na segunda derrota seguida no Campeonato.

O jogo

Pressionando à saída do Manaus, a equipe do Nacional começou com mais volume no ataque e logo nos primeiros minutos o árbitro da partida viu pênalti no atacante do Naça dentro da área. E é aqui que toda a polêmica que se estendeu durante toda a partida começou. Elmi foi para cobrança, converteu a penalidade, comemorou, mas logo em seguida o árbitro manda anula a cobrança do atacante. Em primeira vista, pareceu que ele estava mandando voltar por conta de uma suposta invasão dos jogadores do Nacional no ato da cobrança, mas na verdade Edmundo realmente voltou atrás na sua decisão e anulou o pênalti, o problema é que apenas após o gol do Leão da Vila foi que o árbitro da partida decidiu voltar atrás.

Depois de vários minutos com a partida paralisada, vários cartões amarelos por reclamação, o jogo fugiu completamente do controle de Edmundo, que passou a ser cobrado constantemente pelos atletas e comissão técnica do Nacional, aos 23 minutos ele expulsa um atleta do Leão após falta e o jogador como resultado recebeu o segundo cartão amarelo, todo o cenário que já era desfavorável simplesmente desmoronou quando ele marca pênalti a favor da equipe do Manaus. Na cobrança, Alex, que estreara no profissional um dia antes contra o Fast Clube no profissional, bateu no canto direito de Lucas, o goleiro ainda pegou na bola, mas a ela entrou no gol.

O restante da primeira etapa foi de recomposição tática e manutenção de resultado para o Nacional, que não queria sair do primeiro tempo com um resultado negativo maior, e de um Manaus explorando os espaços que um jogador a mais lhe ofereceu dentro da partida.

Na volta do intervalo, Nacional e Manaus promoveram mudanças, o Leão buscou completar a peça perdida no meio de campo, enquanto que o Manaus buscou abrir mais seu time, deixar mais ofensivo para explorar os erros de posicionamento do adversário. Não acertando o último passe e tendo problemas com a pontaria, o Gavião teve ali nos seus primeiros 20 minutos da etapa final um momento de nervosismo, que se agravou ainda mais após o Nacional chegar ao gol de empate através de batida primorosa de falta do meia Leandro, que acertou o canto do goleiro Julio.

O Nacional passou a se defender mais, recuou as suas linhas, tentou explorar mais os contra golpes com Leandrom Gabriel e Claudio Cocheba, mas o Manaus aos poucos foi acertando os erros que o impediam de concluir com eficiência e chegou ao gol de desempate aos 23 depois de boa jogada de Tabatinga – que entrará no segundo tempo – o atacante passou para Wagner que teve toda a frieza do mundo para completar para o gol.

Após o gol o time de Ribamar passou a se lançar um pouco mais para o ataque, mesmo com um jogador expulso e essa decisão acabou trazendo mais espaços para a equipe do técnico Joaci, que explorou muito bem essas brechas e chegou ao terceiro gol. Aos 32 minutos, Wagner faz boa jogada pela esquerda, cruza para Andrey que sozinho estufa a rede do Nacional. A essa altura do jogo, os jogadores do Nacional ainda nervosos por conta dos erros de arbitragem no primeiro tempo, já não pareciam com estabilidade para brecar o ataque do Gavião, que ainda deu tempo para alcançar o quarto gol com o nome da noite, Wagner, que recebeu bola da esquerda pela linha de fundo, e dentro da área, com espaço, não desperdiçou e deu números finais a partida.

Ficha técnica: Manaus 4×1 Nacional (2ª rodada do Campeonato Amazonense Sub-19)

Estádio: Ismael Benigno (Colina)

Público:

Renda:

Árbitro: Edmundo Terbulio

Gol da partida: Alex (32’ 1º T), Leandro (65′ 2ºT), Wagner (68′ 2ºT), Andrey (77′ 2ºT) e Wagner (89′ 2ºT)

Manaus FC: Julio, Messias (Dudu), Tilpity, Coala, Natan, Careca (expulso) (Lucas), Kaio (Douglas), Wagner, Andrey, Negueba (Tabatinga), Alex, Téc: Jaime Vauly

Nacional FC: Lucas, Gabriel, Fran, Luis Henrique, Claudio, Ítalo (expulso), Brendon (Manoel), Leandro, José (Marcos), Rian (Rafinha), Elmi. Téc: José Ribamar.

Foto: Daniel Prestes

Daniel Prestes

Pai do Pedro e marido da Camila. Fundador do @camisadozeam e apaixonado por números e esporte. Também sou Repórter do jornal A Crítica/CRAQUE.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *